As impressionantes fotografias minimalistas de AdeY capturam dançarinos nus

A artista, dançarino e coreógrafo, usa a forma humana para criar um mundo utópico onde haja igualdade de sexualidade, gênero e raça.

No centro do trabalho de AdeY está o desejo de normalizar, em vez de fetichizar a nudez e a conexão humana. Um ponto de vista que se solidificou, diz ele, depois de ficar na seção duty free de um aeroporto e olhar os anúncios de perfume por mais do que o habitual meio segundo. Lá, ele viu mulheres envoltas em grandes frascos de perfume em histórias que não faziam absolutamente nenhum sentido – a sexualização aberta da fotografia comercial que usa o corpo feminino para vender produtos atingiu-o como particularmente perturbador, e algo que ele queria contrariar. “Era o mundo mais estranho”, diz ele. “Eu tinha certeza de que você poderia fazer fotos com corpos nus que não fossem s

0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *